quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Armando defende Lula: MP do setor automotivo desenvolveu o Nordeste

O senador Armando Monteiro (PTB-PE) ocupou a tribuna nesta quinta-feira (14) para defender o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva da denúncia do Ministério Público de corrupção passiva na edição da Medida Provisória de incentivos à indústria automotiva. O petebista declarou-se “inconformado” com “a tentativa de criminalização” da MP 471, editada em novembro de 2009, porque a iniciativa representou uma política de desenvolvimento regional de sucesso, beneficiando o Nordeste e o Centro-Oeste.

Armando lembrou que a MP 471, originária de Medidas Provisórias baixadas no governo Fernando Henrique Cardoso, contou com amplo apoio do Senado, sendo aprovada unanimemente por todos os partidos, incluindo vários senadores da oposição à época, como Artur Virgílio (PSDB-AM), Tasso Jereissati (PSDB-CE) e José Agripino (DEM-RN). O senador enfatizou que a prorrogação dos incentivos fiscais às montadoras determinada pela MP 471 resultou na instalação das fábricas da Ford na Bahia, da Mitsubishi e da Hyundai em Goiás, da Troller no Ceará e, mais recentemente, da Fiat Chrysler em Pernambuco.

“Quebrou-se o paradigma de que a indústria automobilística não era viável nas regiões menos desenvolvidas do País”, assinalou Armando, para quem a matriz industrial do Nordeste deu um salto expressivo, não apenas pela instalação das montadoras, como de centros de alta tecnologia a elas vinculados, como ocorreu com a Ford na Bahia e irá ocorrer com a Fiat Chrysler no Recife.

A política de desenvolvimento regional estimulada pela MP 471, destacou Armando, transformou a realidade sócio econômica das microrregiões beneficiadas, gerando empregos de qualidade, estimulando a formação e atração do capital humano pela elevada densidade tecnológica dos empreendimentos, trazendo desenvolvimento econômico e social para as regiões menos favorecidas.

O senador petebista frisou que, no caso específico da Fiat Chrysler em Goiana, na Zona da Mata Norte, implantada por força da MP 512, do final de 2010, na prática uma prorrogação da MP 471, foram investidos cerca de R$ 8 bilhões. Salientou que a  linha de produção, o parque de fornecedores e os serviços gerais geraram cerca de 10 mil empregos, dos quais 78% ocupados por pernambucanos.

Foto: Ana Luisa Souza/Divulgação

Arcoverde: Campanha está fazendo a multivacinação em crianças e adolescentes de zero a 15 anos

Começou a Campanha Nacional de Multivacinação para Crianças e Adolescentes de zero a menores de 15 anos em Arcoverde. Os pais, mães e responsáveis têm até a sexta-feira, dia 22 de setembro, para vacinar os menores nas Unidades Básicas de Saúde da Família – UBSF mais próximas de suas casas. A campanha está sendo feita pela Secretaria de Saúde da Prefeitura de Arcoverde, por meio do Programa Nacional de Imunizações – PNI.
 
De acordo com a secretária de Saúde, Andreia Britto, o objetivo desta Campanha é atualizar o esquema de vacinação desse público que vai de zero a menores de 15 anos. “A proposta é checar se as crianças e adolescentes tomaram todas as vacinas que precisam. Por isso, para ser imunizado, é preciso apresentar a Caderneta de Vacinação e o cartão do SUS”, disse ela, ressaltando que o Dia de Mobilização Nacional acontecerá neste sábado, dia 16.
 
A coordenadora do PNI, Michelle Novaes, salientou que a maior preocupação do Ministério da Saúde é fazer a cobertura vacinal completa, sobretudo dos adolescentes que ainda não foram imunizados contra o HPV e a Meningite Tipo C.

Foto: Divulgação



No Congresso Nacional, Lucas Ramos discute privatização da Chesf

O presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Chesf na Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado estadual Lucas Ramos (PSB), participou nesta quarta-feira (13), em Brasília, de audiência pública promovida pela Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados que discutiu as privatizações do Governo Federal. O socialista representou o colegiado pernambucano na capital nacional e reforçou a luta contrária ao processo de venda da companhia, que coloca em risco a utilização das águas do Rio São Francisco para fins além da geração de energia.

De acordo com Lucas, os parlamentares estão empenhados em barrar o processo de privatização. “É uma luta nacional, que busca preservar o Rio São Francisco como agente do desenvolvimento do nosso país, em especial do Nordeste”, ressalta o socialista, que defende o fortalecimento dos usos múltiplos dos recursos oferecidos pelo rio. “Além da geração de energia, as águas do Velho Chico servem para abastecimento humano, agricultura familiar e irrigação, pesca artesanal e outras atividades que impulsionam o Nordeste e o Brasil. Privatizar a Chesf é vender o rio e abrir mão do controle do seu potencial”, declara.

A audiência pública lançou a campanha “Diga Não à privatização do Rio São Francisco”, movimento encampado pelo deputado federal Danilo Cabral (PSB), que lidera em Brasília os parlamentares contrários à venda da Chesf. “Esperamos que essa mobilização seja uma caixa de ressonância da sociedade e que isso gere um efeito multiplicador”, disse Cabral.

Nilton Mota vai à Brasília reunir-se com representantes do Banco Mundial

O secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Nilton Mota, se reuniu, nesta quarta-feira (13), em Brasília, com representantes do Banco Mundial para discutir o andamento de um contrato da entidade com o ProRural, que tem um saldo a executar de R$ 100 milhões. Esse dinheiro será investido até janeiro de 2019 em políticas públicas na área de agricultura.

O encontro serviu para avaliar a parceria, que está em execução nas áreas de projetos produtivos, infraestrutura hídrica e saneamento básico. Ao final, o secretário avaliou a reunião como positiva para a agricultura de Pernambuco.

"Elevamos o nível da classificação de avaliação sobre a execução do projeto, mesmo com as adequações feitas nele nos últimos 90 dias. Esse é um processo natural de avaliação que o Banco Mundial realiza com os contratos já em andamento. São R$ 100 milhões investidos em ações importantes, já em andamento, em localidades que precisam em Pernambuco”, destacou Nilton Mota.

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

​2,1 mil pessoas receberam medula óssea em Pernambuco

Neste sábado (16.09) é celebrado o Dia Mundial do Doador de Medula Óssea. Desde 1999, quando foi realizado o primeiro procedimento em Pernambuco, até julho deste ano, 2.186 pessoas fizeram transplante de medula. Só neste ano, até julho, 133 pacientes saíram da fila de espera, uma ampliação de 10% em relação ao mesmo período de 2016, com 121 procedimentos. Ainda há 20 pessoas aguardando pela doação.

Para ser doador de medula óssea, é preciso fazer o cadastro no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome). Em Pernambuco, o cadastro é feito no Hemope. Para doar, é preciso ter entre 18 e 55 anos e levar RG e CPF. Além de uma palestra informativa sobre a doação de medula óssea, será feita a coleta de uma amostra de sangue do possível doador para os testes de compatibilidade. Uma vez no banco de dados, o possível doador pode ajudar alguém em qualquer lugar do Brasil e também do mundo. Mais informações podem ser obtidas pelo 0800.081.1535.

É importante ressaltar que a doação só ocorre quando há compatibilidade entre a medula do doador e a medula do receptor. A chance de encontrar um doador compatível em um banco de medula é de 1 em 100.000. Também é importante frisar que o candidato à doação já cadastrado precisa manter seus dados atualizados no sistema do Redome (telefone, endereço). Para isso, basta acessar o link https://goo.gl/MoN1G4 e fazer a atualização.

MEDULA ÓSSEA

Tecido líquido-gelatinoso que ocupa o interior dos ossos, popularmente conhecido como tutano. Ela tem um papel fundamental no desenvolvimento das células sanguíneas, pois é lá que são produzidos os leucócitos (glóbulos brancos), as hemácias (glóbulos vermelhos), e as plaquetas.


TIPOS DE TRANSPLANTES DE MEDULA ÓSSEA

O transplante pode ser alogênico, quando as células precursoras da medula provêm de outro indivíduo (doador), de acordo com o nível de compatibilidade do material sanguíneo. A primeira opção é sempre pela medula de um irmão. Se o indivíduo não tem irmão ou este não é compatível, também verifica-se a compatibilidade com a mãe e o pai. Se não há um doador aparentado com boa compatibilidade, procura-se um não aparentado compatível. Este tipo de transplante também pode ser feito a partir de células precursoras de medula óssea obtidas do sangue de um cordão umbilical.

Já o transplante autólogo é feito a partir das células da medula do próprio indivíduo transplantado (receptor). Esse tipo de transplante é usado basicamente para doenças que não afetam a qualidade da medula óssea, ou seja, aquelas que não têm origem diretamente na medula ou quando a doença já diminuiu a ponto de não ser mais detectada na medula (estado de remissão).

TIPOS DE COLETA DA MEDULA:

Punção direta: em um procedimento, as células da medula óssea são retiradas do interior dos ossos da bacia, por meio de punções com agulhas. Os doadores retornam as suas atividades habituais em média de uma semana após a doação.
 
 Por aférese: o doador recebe uma medicação que estimula a produção das células-tronco e faz com que as células da medula óssea sejam levadas para a corrente sanguínea. Essas células são retiradas pelas veias do braço do doador, ou por um acesso venoso central com uso de uma máquina de aférese.

Prevenção e Cura do Câncer de Mama será tema de palestra em Arcoverde

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Arcoverde apoia a palestra do Dr. Rossano Araújo, que vai falar sobre Diagnóstico, Prevenção e Cura do Câncer de Mama, nesta sexta-feira, dia 15 de setembro, às 20h, no auditório da Autarquia de Ensino Superior de Arcoverde – AESA. O evento está sendo promovido pelo grupo Eu Topo Ajudar, o Instituto de Apoio a Pacientes com Câncer Romualdo Oliveira – IAPCRO e Oncolínica Recife. A inscrição será feita com a doação de um quilo de alimento perecível.

O Dr. Rossano Araújo é oncologista do Hospital Universitário Oswaldo Cruz e diretor médico da Oncoclínica. Ele fez especialização em Biologia Molecular, na UPE; mestrado em Medicina pela UPE; e especialização em Oncologia Clínica pelo MD Anderson Cancer Center, em Houston/ EUA.



Fotos: Divulgação

Aprovado projeto de Armando que endurece penas à violência nos estádios

As torcidas organizadas serão dissolvidas judicialmente por atos de vandalismo e o torcedor que promover conflito ou agressões sofrerá pena de reclusão de dois a oito anos e multa. As medidas estão previstas em projeto de lei do senador Armando Monteiro (PTB-PE) aprovado nesta quarta-feira (13), por unanimidade, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. A proposta prevê punições mais severas à violência nos estádios. O projeto segue agora à votação da Câmara dos Deputados.

Na justificativa, o senador pernambucano diz ser necessário “coibir os violentos confrontos entre torcidas organizadas que, além da deprimente demonstração de incivilidade, violência e covardia, perturbam os espetáculos desportivos, ameaçam os demais espectadores e ferem os direitos do torcedor”. Os mais recentes conflitos em estádios, em junho último, envolveram torcidas do Coritiba e Corinthians, com sete feridos, um em estado grave, do Goiás e Vila Nova e entre torcedores de um mesmo time de futebol, o Vasco da Gama.

MAIS RIGOR - Armando enfatiza que seu projeto de lei, elogiado na sessão da CCJ  pelos senadores José Serra (PSDB-SP) e Magno Malta (PR-ES), pretende “suprir as omissões apontadas na legislação em vigor, buscando criar os mecanismos legais mais eficazes na dissuasão dos atos de violência”. Objetiva, ao mesmo tempo, “punir com maior rigor os integrantes das torcidas organizadas que promoverem ou incitarem conflitos ou participarem deles”.

O projeto altera dispositivos do Estatuto de Defesa do Torcedor, aprovado por lei em maio de 2003. Entre outras medidas, proíbe os clubes, federações, ligas e empresas estatais ou de economia mista de transferir recursos às torcidas organizadas.

Determina a dissolução judicial delas em casos de vandalismo, conflitos coletivos ou agressões no estádio ou em vias públicas no raio de até cinco quilômetros do local do evento esportivo. Pune com reclusão de dois a oito anos o torcedor envolvido em confronto,  mesmo no raio de cinco quilômetros. “O projeto de lei cria instrumentos necessários ao banimento dos arruaceiros dos estádios, como ocorreu em vários países da Europa”, conclui a justificativa de Armando Monteiro.

Foto: Ana Luisa Souza/Divulgação

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Paulo Câmara reassume Governo de Pernambuco após missão oficial na Espanha

O governador Paulo Câmara reassumiu, nesta terça-feira (12.09), o Governo de Pernambuco após voltar de missão oficial da Espanha. No período em que o chefe do Executivo estadual esteve fora do País, o presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Leopoldo Raposo, exerceu o comando da administração pernambucana. A transmissão do cargo ocorreu durante solenidade no Palácio do Campo das Princesas, área Central do Recife.

Na Espanha, Paulo comandou reuniões que resultaram na nova conexão Recife-Madri, através da companhia Air Europa  – que iniciará, em 20 de dezembro, o voo que ligará as duas cidades  –, além de parcerias estratégicas com o grupo espanhol Globalia, visando levar estudantes da Rede Pública Estadual à Espanha, por meio do Programa Ganhe o Mundo, e a criação de cursos na área de turismo em Escolas Técnicas Estaduais (ETEs).

Fotos: Assis Lima/Divulgação