sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Ministro elogia combate à dengue em Pernambuco

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, esteve hoje (19), no Recife, para detalhar o plano de combate à dengue em Pernambuco. No Palácio do Campo das Princesas, Temporão foi recebido pelo vice-governador João Lyra Neto, quando fez uma apresentação com as ações preventivas para a campanha do verão 2011. Prefeitos de várias cidades do Estado também prestigiaram o evento.

O Governo Federal destinou cerca de R$ 1 bilhão para ações preventivas contra o mosquito transmissor da doença, o Aedes Aegyipti, em todo o País. Em Pernambuco serão quase R$ 3 milhões. Em 11 meses, o Estado registrou 51 mil casos de dengue, com 13 mortes confirmadas e mais 29 em investigação.

Este ano, o Estado inovou ao lançar, pela primeira vez, o seu Plano de Combate à Dengue antes do inicio do verão, quando a incidência da doença é bem maior. O conjunto de ações foi lançado no último dia 11 se divide em três eixos: educação em saúde nas escolas; visita de mobilizadores às residências e colocação de cobertas para reservatórios de água.

O ministro chamou a atenção para a situação das cidades da Mata Sul pernambucana, que sofreram bastante com as chuvas de junho, e que agora vão receber atenção especial para enfrentar o mosquito. “Pernambuco vem fazendo o dever de casa. O Estado passou por uma situação dramática, que foram as enchentes. Ao mesmo tempo em que reconstrói a vida dos seus moradores, também tem que estar preparado pra enfrentar a questão da dengue nesses municípios”, disse Temporão. “Mas a qualidade do trabalho que o governador Eduardo Campos vem fazendo na saúde pública me deixa confiante no sucesso”, pontuou.

Mais de 40 municípios pernambucanos estão sendo monitorados permanentemente, o que favorece as campanhas preventivas à doença. O município de Palmares foi o escolhido para iniciar as ações no Estado. De acordo com o secretário estadual de Saúde, Frederico Amâncio, três linhas de trabalho já estão em curso. ”Estamos indo às escolas e fazendo o porta-porta nas comunidades para orientar a população. Além disso, distribuímos mais 100 mil capas de recipientes de água para evitar que o mosquito coloque a larva”, informou o secretário.

Aparecem na lista (composta por 16 municípios) do Ministério da Saúde de maior vulnerabilidade à epidemia, cinco municípios pernambucanos. São eles: Afogados da Ingazeira, Bezerros, Serra Talhada, Floresta e Camaragibe. São considerados prioritários os nove municípios que continuam em estado de calamidade, em decorrência das enchentes de junho, e outros 38 apontados a partir dos critérios do Ministério da Saúde.

Um comentário:

Ministério disse...

Evitar a proliferação da dengue depende de cada um de nós. Além de cuidar da sua casa, falar com seus vizinhos, manter contato com sua prefeitura sobre focos da doença, você pode utilizar esse espaço para conscientização.
Seja parceiro do Ministério da Saúde na mobilização contra o mosquito da Dengue. Divulgue em seu blog nosso material. Entre em contato com comunicacao@saude.gov.br e solicite o selo, participe da campanha.
Saiba mais: http://bit.ly/bMMVKT